Malawi (MW)


  • Land Malawi
  • Continente: África
  • Área: 118,480 km²
  • Habitantes: 12,158,924
  • Capital: Lilongwe
  • Código ISO: MW
  • Prefixo: +265
  • Matrícula automóvel: MW
  • Outras denominações: Maláui, Malavi, Malávi, Malaui, Maláui
  • Rotas de Malawi: 334
  • Rotas para Malawi: 430
  • Aeroportos mais procurados: Lilongwe (LLW), Blantyre (BLZ), Mzuzu (ZZU), Likoma (LIX), Nyika (CEH), Club Makokola (CMK)
  • Cidades grandes: Lilongwe, Blantyre, Zomba, Kasungu, Mangochi, Karonga, Salima, Nkhotakota, Liwonde, Nsanje, Rumphi, Mzimba, Balaka, Mchinji, Mulanje
  • Companhia com sede em Malawi: Ulendo Airlink

O Malawi é um pequeno país ao sudeste do continente africano e divide fronteiras com a Tanzânia, Moçambique e Zâmbia.

Geografia:
O Malawi encontra-se dentro da falha da África Oriental, que é também marcante para as diferentes formas da paisagem do pequeno país. Uma grande parte do país está em vários planaltos, do qual sobressaem-se os maciços. Estes planaltos declivam abruptamente no lago do Maláui e extendem-se, então, em largas planícies. A parte norte do estado é montanhosa e possui um pico com mais de 3.000 metros acima do nível do mar. Na parte central do país, com 1.000 metros acima do nível do mar, vive a maioria da população e onde se encontra também grande parte da agricultura. O sul do Maláui está abaixo da parte central do país. É muito plano e possui, ao sul, um planalto que é a continuação da falha africana. Neste planalto mais ao alto encontra-se, finalmente, em seu extremo sul o Maciço de Mulanje, onde estão as montanhas mais altas do país.

Montanhas e rios:
O montanha mais alta do Malawi é o Sapitwa, com 3.002 metros de altura, no Maciço de Mulanje, quase na fronteira com Moçambique. A montanha é um destino muito procurado por turistas em safaris, principalmente, por suas imponentes paredes de granito íngremes. O maior rio do país é o Shire, com 400 km de comprimento, um afluente do lago Maláui (antigamente chamado Niassa) e desemboca no Zambesi, em Moçambique. O maior lago do país e de toda a África Central é o Malawi, com 29.600 km.

Clima e melhor época para visitar:
No Malawi domina o ano inteiro um clima subtropical húmido, que é marcado por 3 estações no ano e que, devido às diferentes alturas, também varia consideravelmente. A estação mais fria inicia, em regra, vai de Maio até meados de Agosto. Em seguida, há uma estação muito quente até ao final de Novembro. A estação das chuvas inicia em Dezembro e termina em Abril. Durante este período a humidade do ar em algumas regiões, principalmente no lago do Malawi pode ser de 100%. E também, devido às chuvas, muitos parques nacionais pemanecem fechados pois as estradas são intransponíveis. A melhor época para uma visita, principalmente aos parques nacionais, deverá ser durante a "época fria", isto é, entre Maio e Agosto.

Idioma:
Os idiomas oficiais são o inglês e o chichewa. Além destes, ainda são falados o lomwe, yao, bengali, tumbuka e sena. Portanto, conhecimentos de inglês são essenciais em uma viagem ao interior do país.

Saúde e vacinação:
Recomenda-se a vacinação contra hepatite A, tifo, poliomielite, difteria e tétano. Recomendam-se igualmente roupas que cubram todo o corpo e repelentes contra moscas e insetos que transmitem enfermidades viróticas. No Maláui, há possibilidade de contracção de malária durante e após aos meses de chuva. Por favor, informe-se, atempadamente, junto ao seu médico de família sobre possíveis profilaxias contra a malária. Somente em grandes cidades e em centros turísticos estão assegurados bons serviços de assistência médica. É importante possuir um seguro de saúde válido em todo o mundo e que assegure explicitamente a repatriação do Malawi em casos de emergência. Além disto, recomendamos o consumo de água engarrafada; os frutos devem ser descascados e as verduras e legumes deverão ser cozidos. Visto haver perigo de infecção, deve-se portar também um kit de medicamentos consigo. Cabe aqui salientar que as maiores causa mortis no país são a fome e a SIDA.

Entrada no país:
Os cidadãos nacionais deverão apresentar à entrada no país o seu passaporte com validade mínima de seis meses. Actualmente não há exigência de visto de turista, contudo poderá informar-se na secção consular da Embaixada do Maláui em Lisboa. Para maiores informações a respeito de recentes determinações legais quanto à vacinas, entrada e segurança, informe-se junto ao consulado na seguinte morada:
Consulado do Malawi: Morada postal: Rua Antonio Enes, 9-4 DTO - Código 1000 - Lisboa - Portugal - Telefone (+351-1) 547736, 547138 - Fax: (+351-1) 538225

Chegada e prosseguimento da viagem:
Boas ligações da Europa até Lilongué (LLW) são oferecidas pela Kenya Airways (KQ) a partir de Amsterdão (AMS) ou de Londres (LON). Também a South African Airways (SA) oferece voos de Nairóbi (NBO) via Joanesburgo (JNB) para Lilongué (LLW). Semanalmente, a Ethiopian Airlines (ET) oferece voos via Adis Abeba (ADD). E a Air Malawi (QM) liga Lilongué (LLW) com Blantyre (BLZ) e com Mzuzu (ZZU) e Makokola (CMK), às margens sul do lago de Malawi. Além disto, há várias companhias que oferecem voos charter para as atracções turísticas mais importantes e interessantes.

Capital:
Linlongwe ou Lilongué encontra-se na região central e tem cerca de 700.000 habitantes. Marcante para Linlongwe são suas largas avenidas. Lilongwe oferece, além das boas possibilidades de compras na cidade velha, muitas atrações turísticas interessantes e é o ponto de saída para turísticas para o país. E merece uma visita também Salanjama, próximo de Lilongué, que tem uma grande diversidade de pássaros. O Parque Nacional de Kasungu, a uma distância de uma hora, também vale a pena ser visitado para um fim-de-semana prolongado.

Atrações turísticas e praias:
O Malawi possui uma diversidade incrível de atracções turísticas naturais. Pode-se descobri-las em excursões de alpinismo nos maciços e nas falhas; em safaris e relaxar-se às margens do lago do Malawi.

Ao todo o Malawi possui cerca de nove parque nacionais, que possuem um grande número de espécies de animais selvagens. Nas reservas naturais de Nyika, Chelinda, Kasangu, LeDer Lengwe, Majete, Mwabvi, Liwonde, Nkhotakota e Vwaza vive a grande parte de todos os animais da África, tais como: leões, leopardos, elefantes, hipopótamos, antílope, girafa, zebra e rinocerontes. Além disto, o país possui a melhor reserva de aves de toda a África Central: o lago do Maláui.

Depois de descobrir os parques nacionais espetaculares, a maioria dos turistas visitam o lago do Malawi. Com o seu comprimento de mais de 550 km e uma largura de 80 km, é um dos maiores lagos da terra seguido do lago de Tanganika e de Vitória. As suas praias mais bonitas são Mangochi, Senga, Nkhata Bay e Cape McLear. Há também escolas de mergulho e excelente hotéis para turistas em todas as categorias de preços.

Religião:
80 % da população é de cristãos e 20 % são muçulmanos.

Cidades grandes e acomodação
: Lilongwe, Blantyre, Mzuzu, Zomba, Kasangu, Mangochi, Karonga e Salima.