Iémen (YE)


  • Land Iémen
  • Continente: Ásia
  • Área: 527,970 km²
  • Habitantes: 20,727,063
  • Capital: Sana
  • Código ISO: YE
  • Idioma oficial: árabe
  • Prefixo: +967
  • Moeda: rial iemenita
  • Matrícula automóvel: YAR
  • Outras denominações: Iémene, Iêmen
  • Rotas de Iémen: 663
  • Rotas para Iémen: 830
  • Aeroportos mais procurados: Aden (ADE), Riyan-Mukalla (RIY), Sanaa (SAH), Seiyun (GXF)
  • Cidades grandes: Sana, Al Ḩudaydah, Ta`izz, Adem, Al Mukallā, Ibb, Sayyan, Zabid, Bajil, Hajjah, Dhi Sufal, Al Bayḑā', Bayt al Faqīh, Yarim, Sahar
  • Companhia com sede em Iémen: Yemenia Yemen Airways

O Iémen é um país no extremo sudoeste da Península Arábica. Ele faz fronteira com o Omão, a Arábia Saudita, o Mar Vermelho, o Golfo de Áden e o Mar da Arábia. As Ilhas Perim e Kamaran, no Mar Vermelho, e Socotra, no Oceano Índico também pertencem ao território iémenita. O Iémen, o país da fabulosa rainha de Saba, fascina o visitante com impressionantes testemunhos de uma história de 3.000 anos, com uma arquitetura excepcional e uma natureza variada.

Condições de segurança:
Face ao alto risco de raptos e atentados terroristas desaconselha-se viagens individuais pelo país. Viajens no Iémen deverão ser realizadas somente com agências de viagens iémenitas confiáveis e experientes. Desencorajamos, explicitamente, viagens ao norte e nordeste do país.

História:
A história do Iémen é marcada principalmente pelo comércio de olíbano e pelos reinos dele surgidos. O mais importante destes reinos foi o de Sabá, cuja rainha foi mencionada no Antigo Testamento. Na virada do século, iniciou-se o lento declínio dos antigos reinos na Rota do Olíbano. Embora os himyaritas tenham conseguido unificar o país no Século III, o Iémen foi conquistado pelo reino etíope de Aksum em 525 e anexado ao grande império persa em 570. Em 628, o Iémen adotou os ensinos do Profeta Muhammed e a população rapidamente assumiu o Islão. Dentro do Califado, o Iémen era uma província à parte. No Século IX surgiram várias dinastias, entre as quais a dos Zaiditas foi a mais importante. Estes reinaram no Iémen do Norte até 1962. No Século X, quando as rotas comerciais do Mediterrâneo e a Índia foram deslocadas do Iraque para o Egito, o Iémen viveu uma melhora económia. O país viveu sua época de prosperidade sob os rasúlides, no século XV. Com a descoberta do Caminho para as Índias por parte dos portugueses, o país perdeu mais e mais sua importância e foi então conquistado pelos osmanos, no Século XVI. Despois da abertura do Canal de Suez no século 19, o Iémen entrou mais e mais na mira das grande potências. Enquanto Britânia ocupava Aden e o Iêmen do Sul, o Norte do país, sob o controlo dos Saiditen, conservou sua independência dos osmanos. Mas os imãs que governavam não conseguiram remodernizar o país. Mas a maneira conservadora de governo dos Zeiditen levou à sua queda e à Proclamação da República. Desde então, iniciou-se a modernização do país, mas os problemas financeiros não puderam ser resolvidos face ao alto crescimento demográfico

Geografia:
O país é principalmente coberto por montanhas e possui três paisagens: o Hadrmaut, uma faixa costeira com montanhas, com cerca de 30 até 60 km. O Hochpleteau, no centro do país, possui alturas médias de 2000 e 2500 m; e o Tihama, um semi-deserto praticamente inabitado na costa ocidental. O pico mais alto do país é o Jabal Nabi Shoveb.

Clima:
As condições climáticas, a depender das alturas, são muito diversas. Na costa, o clima é quente e seco durante todo o ano, com temperaturas que variam entre 34-53º C. No planalto, durante o verão é quente e no inverno (Outubro - Março), é muito frio. As precipitações anuais são muito baixas. A melhor época para viajar é entere Outubro e Abril.

Aeroportos:
O Aeroporto Internacional de Sana'a encontra-se pela 13 km ao norte do centro da cidade. Outros aeroportos internacionais são Aden, Taiz Al Janad e Hodedida. A companhia aérea nacional Yemenia Yemen Airways voa regularmente de Frankfurt para Sana'a. De Viena há ligações para Frankfurt ou com a Egyptair para o Cairo, de Zurique via Frankfurt, Estugarda , Munique ou com a Emirates por Dubai.

Passaporte/Visto:
O passaporte e o visto são exigidos. O passaporte deve estar válido até 6 meses antes da entreda no país.

Capital:
Sanaa, a capital, encontra-se no centro do país, em um planalto de 2.400 m, na rota de comércio entre Aden e Meca. A cidade, fundada no I. Século antes de Cristo também foi mencionada na bíblia. Sanaa e seus prédios, com até 7 andares e com mais de 400 anos entrou na lista do património da humanidade da UNESCO. Ainda bem mantida é a citadela de Qasr al-Silah que foi construída depois da introdução do islão no país no Século VII. As muralhas da cidade vai da citadela até o Bab Shaoob, no norte até à Praça Taherir. E muito impressionante é o antigo mercado Souk al-Milh, com 1.000 anos. A grande mesquita de Sana'a é a maior da cidade e uma das mais antigas do mundo árabe. Ela foi construída quando vivia o Profeta Maomé e aumentada em 705. Na Praça «Taherir» encontra-se o Palácio «Dar al-Shukr» (Palácio do Agradecimento) que é o Museu Nacional, cujas coleções do Período Pré-Islão apresentam estátuas de bronze e artesanato popular desta época.

Atrações turísticas:
A cidade de Shibam, a antiga capital do oásis Hadramaut, encontra-se a cerca de 40 km ao noroeste de Sana'a. Ela é conhecida principalmente por seus edifícios ímpares construídos em barro, que podem ter até 13 andares. Desde 1982, Shibam figura na lista do património da humanidade. Também de especial importância histórica e, também património da humanidade, é a Medina de Zabid, a cerca de 100 km ao sudeste da cidade portuária de al-Hudaida. Às margens do Mar Vermelho encontram-se algumas belas localidades, de interesse tanto histórico quanto paisagístico. Pode-se ainda mencionar com segurança a cidade portuária de Aden, com seus portos, seus museus e impressionantes mesquitas.

Religião
:
A religião estatal é o islão. 20% da população pertence à confissão religiosa xiita dos Zaiditas; 75%, são sunitas.

Cidades importantes:
Sana'a, Taizz, al-Hudaida, Aden, Ibb, Dhamar, al-Mukalla.