Haiti (HT)


  • Land Haiti
  • Continente: América do Norte
  • Área: 27,750 km²
  • Habitantes: 9,996,731
  • Capital: Port-au-Prince
  • Código ISO: HT
  • Idioma oficial: francês, haitiano
  • Prefixo: +509
  • Moeda: gourde
  • Matrícula automóvel: RH
  • Rotas de Haiti: 474
  • Rotas para Haiti: 438
  • Aeroportos mais procurados: Port au Prince (PAP), Cap Haitien (CAP)
  • Cidades grandes: Port-au-Prince, Carrefour, Delmas, Cap Haitien, Pétionville, Gonaïves, Saint-Marc, Les Cayes, Verrettes, Ti Port-de-Paix, Jacmel, Limbé, Jérémie, Hinche, Fond Parisien
  • Companhia com sede em Haiti: Sunrise Airways

O Haiti ocupa a parte ocidental da ilha Hispaniola, situa-se nas Grandes Antilhas no mar das Caraíbas. A República Dominica ocupa a parte oriental da ilha. A república compreende também as pequenas ilhas de Gonâve, de Tortue, de Grand Cayemite e de Vache. A etimologia desta palavra provém da língua dos primeiros habitantes da ilha - os tainos - que a chamavam “ayti”, que poder-se-ia traduzir como “ país montanhoso”.

Geografia:
A parte da ilha ocupada pelo Haiti é de 35% da totalidade da ilha, é muito montanhosa. Esta parte é constituída por duas ilhas separadas pelo golfo da Gonâve. Suas costas são escarpadas e muito abrupta. O interior da ilha é recoberto pela floresta tropical no meio da qual eleva-se o maciço montanhoso e vales férteis.

Montanhas e rios:
O ponto culminante da ilha é o Morne de la Selle, que eleva-se a uma altura de 2.715 metros, no sudeste da ilha, perto da fronteira com a República Dominicana, que também é montanhosa. O Artibonite é o rio mais longo, com 320 km, dos quais 180 km são oonavegáveis.

Clima e melhor época para visitar:
o clima da ilha Hispaniola é subtropical. Na costa, a temperatura diária é agradável, em torno de 27° C, que resta relativamente constante durante à noite. As temperaturas são mais frescas nas regiões montanhosas e nos vales nas altitudes. Ali, as temperaturas avizinham-se a zero graus. A ilha possui dois períodos de chuvas: o primeiro é entre Abril e Maio; o outro é entre Outubro e Novembro. Durante estes períodos, os ciclones são muito frequentes e podem causar devastações grandes. É por isto, é mais recomendável visitar o Haiti fora deste período.

Idioma:
O idioma oficial do Haiti é o francês, embora a população utiliza correntemente o crioulo, que é uma mistura de palavras francesas, inglêsas e da África Ocidental. O crioulo haitiano é largamente utilizado pela juventude e usada por 85% da população.

Saúde e vacinação:
Recomenda-se a vacinação contra hepatite A, tifo, poliomielite, difteria e tétano. Aconselham-se igualmente roupas que cubram todo o corpo e repelentes contra moscas e insetos que transmitem enfermidades viróticas. Há possibilidade de contracção de malária durante os meses de chuva durante todo o ano, principalmente a uma altitude inferior à 300 metros. Somente na região de Porto-Príncipe não há risco de malária. Por favor, informe-se, atempadamente, junto ao seu médico de família ou ao Instituto de Higiêne e Medicina Tropical sobre possíveis profilaxias. Somente em Porto-Príncipe e Cabo Haitiano estão assegurados bons serviços de assistência médica. É importante possuir um seguro de saúde válido em todo o mundo e que assegure explicitamente a repatriação do Haiti ou transferência para um outro país, em casos de emergência. Além disto, recomendamos o consumo de água engarrafada; os frutos devem ser descascados e as verduras e legumes deverão ser cozidos. Visto haver perigo de infecção, deve-se portar também um pequeno kit de remédios consigo.

Entrada no país
:
Os cidadãos nacionais deverão apresentar passaporte com validade mínima de seis meses. Actualmente não há exigência de visto de turista, que deverá ser requerido 2 semanas e meia antes do início da viagem, na Secção Consular da Embaixada do Haiti, em Madrid. Para maiores informações a respeito de recentes determinações legais quanto à vacinas, entrada e segurança, informe-se junto ao consulado ou no seguinte enlace: http://www.secomunidades.pt/web/guest/listapaises/ ou
http://www.haiti.org/Government/diplomatic_missions.htm

Chegada e prosseguimento da viagem:
Actualmente, não há voos directos para o Haiti, oferecidos por alguma companhia aéreas. De Lisboa (LIS), há voos da Air France (AF) em codeshare com a Air Caraïbes (TX), via Paris (CDG) e São Domingos (SDQ); da TAP Air Portugal (TP) em codeshare com a Air France (AF) e Air Caraïbes (TX) via Paris (CDG) e (ORY), São Domingos (SDQ); da Ibéria (IB) em codeshare com a Air Europa (UX) e Air Caraïbes (PAP) via Madrid (MAD) e São Domingos (SDQ). Muitas vezes os voos da Air France (AF) englobam uma escala em Nova Iorque (NYC) ou em Miami (MIA). As outras companhias, tais como a Lynix Air (LXF) ou a Copa Airlines (CM) oferecem voos dos E.U.A para o segundo aeroporto internacional da ilha: o Cap-Haïtien (CAP).

Capital:
A capital da ilha, Porto-Príncipe, uma cidade portuária situada no golfo de la Gonâve, entre duas penínsulas. Possui uma população de 2 milhões de habitantes em sua região metropolitana. Ela oferece excelentes possibilidades para passear e para admirar, tais como suas duas catedrais: a catedral de Notre-Dame, o museu de arte, a estátua do Marrom Desconhecido (um escravo que se liberta de suas correntes), as casas em estilo colonial, o marché du Fer, cujo nome deriva de sua vocação antiga no comércio de metal; mas que hoje é um mercado geral, com barracas animadas em que pode-se comprar productos da agricultura local e todos os acessórios necessários para a práctica de vudu. São, em grande parte, mantido por mulheres. Para dançar e comer, há nas colinas da comuna de Pétion-Ville, à periferia da cidade, uma série de excelentes restaurantes e discotecas.

Atrações turísticas e praias:
A segunda cidade do país, Cap-Haïtien, situada ao norte da costa atlântica, merece também ser visitada. Primeiro, a cidade é muito menor e mais calma do que Porto-Príncipe, onde habitam 100.000 pessoas. Ela encontra-se em uma localização idílica, com montanhas recoberta pela floresta tropical. O que impressiona à primeira vista é a atmosfera espanhola da cidade, com suas ruas com sombras, traçadas ao cordão, que convidam ao passeio. Nas áreas ao nordeste encontram-se também as praias mais bonitas e na ilha, o parque nacional histórico, em que encontram-se as ruínas do Palais de Sans-Souci e da Citadelle La Ferrière, em parte destruídas pelo terramoto ocorrido em 1842.

Religião:
Mais de 85% dos habitantes da ilha é cristã; e somente 15% declara-se praticante do vudu, que é reconhecida como religião oficial. Praticamente quase todos haitianos praticam esta religião, em que há dança e rituais, bem como cantos.

Cidades grandes e acomodação:
Porto-Príncipe, Carrefour, Delmas, Cap-Haitien, Pétion-Ville e les Gonaives.