Guam (GU)


  • Land Guam
  • Continente: Austrália
  • Área: 549 km²
  • Habitantes: 168,564
  • Capital: Hagåtña
  • Código ISO: GU
  • Idioma oficial: inglês, chamorro
  • Prefixo: +1671
  • Moeda: dólar norte-americano
  • Matrícula automóvel: FSM
  • Outras denominações: Guame, Guão
  • Rotas de Guam: 205
  • Rotas para Guam: 284
  • Aeroportos mais procurados: Guam (GUM)
  • Cidades grandes: Tamuning, Yigo, Barrigada, Agat, Ordot, Mongmong, Dededo, Chalan Pago, Talofofo, Yona, Sinajana, Toto, Merizo, Latte Heights Estates, Santa Rita

Guam é uma ilha e uma colónia dos Estados Unidos da América no Oceano Pacífico. Guam possui uma forma alongada, com aproximadamente 48 km e de largura, de 20 a 6 km, na parte mais estreita. Tornou-se conhecida por encontrar-se ali uma importante base da aeronáutica militar norte-americana e por suas aves terem sido eliminadas pela cobra-arbórea-marrom que chegou à ilha no transporte de tropas e materiais americanos. De 15 de Setembro de 1996 a 16 de Dezembro de 1996, os Estados Unidos realizaram a manobra secreta «Pacific Heaven/Quick Transit» - Iraque - Guam. A economia de Guam é substancialmente baseada nas despesas do exército americano e no turismo.

Geografia:
Geograficamente, Guam faz parte da Micronésia. Seu terreno é constituído de uma planície calcárea e um substrato vulcânico. As costas elevam-se rapidamente no interior. O território é formado por uma pequena planície costeira ao norte, por uma paisagem colinosas, ligeiramente ondulada no centro de por montanhas, ao sul. A ilha encontra-se em uma zona sujeita a terramotos. A ilha dista a 5.300 km do Havaí; a 2.400 km das Filipinas e a 2.500 km do Japão.

Montanhas e rios:
Guam, em realidade, é o cimo de uma montanha submersa que tem 11.000 metros de profundidade. Estar nesta ilha é como estar em uma montanha mais alta do que o monte Everest.

Clima:
O clima é tipicamente tropical, geralmente quente e húmido. A estação seca - geralmente vai de Janeiro a Julho; a estação das chuvas - de Julho a Dezembro. Durante esta última, chove fortemente. As variações de temperatura entre uma estação e outra são mínimas.

Idiomas
:
Os idiomas oficiais são o inglês e o chamorro. São difundidos também línguas filipinas e línguas asiáticas.

Saúde e vacinação:
A situação sanitária é boa e semelhante à dos Estados Unidos da América. É recomendável possuir um seguro de saúde válido em todo o mundo e que assegure explicitamente a repatriação de Guam em casos de emergência.

Entrada
:
Como trata-se do território norte-americano, para entrar é necessário atender a todo o procedimento para a entrada nos Estados Unidos. Recomendamos que esteja munido com um passaporte electrónico. Para certificar-se a respeito da necessidade de visto em casos específicos, recomendamos que o visitante dirija-se à embaixada ou consulado norte-americanos em Portugal ou consulte o sítio : http://portugal.usembassy.gov

Chegada e prosseguimento da viagem:
O Aeroporto Internacional Won Pat Guam (GUM) é o único aeroporto civil da ilha. É servido pela Continental Micronesia que oferece voos directos para Honolulu (HNL), de onde pode-se prosseguir para diversas localidades nos Estados Unidos da América. Também há voos oferecidos pela Northwest (NW) e JAL (JL) de/para Tóquio (NRT), Osaka (KIX) e Nagoia (NGO); da Korean Air (KE) de/para Seul; da ANA (NH) de/para Osaka; da China Airlines (CI) de/para Taipei (TPE); da Philippine Airlines (PR) de/para Manila (MNL). Todos os voos de Lisboa (LIS) prevêm pelo menos uma escala em um dos aeroportos acima mencionados e dura pelo menos 30 horas. Como Guam encontra-se na outra parte do planeta, pode-se escolher diversos percursos - por exemplo, aqueles com mudança de avião em Paris (CDG), Frankfurt (FRA) ou Seul (ICN), Londres (LHR), Amsterdão (AMS), Osaka (KIX).

Capital
:
Hagatña, em português: Agana, é a capital da ilha que também é uma base norte-americana. Está situada na costa ocidental, vizinha ao porto de Apra e possui um aeroporto internacional. Na cidade encontram-se curiosas estátuas: uma destas é uma estátua de bronze de João Paulo II, que gira em torno de si mesma a cada 24 horas; no parque há uma reprodução da estátua da Liberdade e, em outra parte da cidade há uma estátua que representa uma sereia. Deve-se visitar o Pacific National Historical Park que é um parque ou melhor, um museu ao ar aberto que comemora a segunda guerra mundial e, em particular, os combates em Guam.

As pedras Ladte são esculturas de pedra formadas por uma coluna vertical, em cuja parte superior encontra-se uma esfera esculpida em pedra. Estas colunas medem entre 60 cm e 3 metros de altura. Estas esculturas são típicas das Ilhas Marianas do Norte e de Guam - encontram-se no interior destas ilhas. Sua construção é datada em 500 antes de Cristo; foram dispostas a uma distância regular uma da outra em forma de retângulo. Sua utilização ainda é objecto de discussão na comunidade científica. Algumas hipóteses supõem que foram utilizadas como escopo habitacional. Muitas destas construções estão no Latte Park, perto da capital.

A ponte de pedra de Talifak, uma das tantas construídas pelos espanhóis para ligar Agana a Umatac. O forte de Nossa Senhora da Soledad é o forte mais bem conservado entre os quatro construídos na área de Umatac Bay: uma ótima posição para avistar os galeões e navios piratas.

Uma outra ponte famosa é a ponte de San Antonio, construída em 1800 pelo governador espanhol Manuel Muro em honra a santo António de Lisboa. É chamada também Tolai Acho.

Um sítio seguramente interessante para visitar na ilha é o esconderijo de Shoichi Yokoi, soldado japonoês que decidiu esconder-se na selva quando a ilha foi atacada em 1944. em 1972 foi descoberto por camponeses locais. Viveu 28 anos sozinho: ao retornar declarou que era para ele uma vergonha ter retornado vivo. Ali podem-se ver os vários objectos com o que a selva lhe ofereceu, onde viveu em todo esse período de solidão.

Em Guam ainda há as espetaculares cascatas de Sigua, cujas águas caem em uma piscina esculpida na rocha pela água. Só se pode chegar ali com um guia, pois estão bem escondidas na selva. Também merecem ser vistas as cascatas de Tarzã, uma série de pequenas cascatas de 15 metros - na base da cascata forma-se uma piscina natural, ótima para nadar; uma outra atração das cascatas de Tarzã são os camarões que se encontram nas águas do rio que forma a cascata.

É também espetacular o ponto em que a costa eleva-se ao pico chamado Two Lover's Point: em 1800, uma rapariga nascida de pai espanhol e mãe chamorro apaixonou-se por um rapaz chamorro de origem humildes. Os dois constataram que seu amor em vida seria impossível, decidiram unir-se jogando-se deste pico, com seus cabelos atados um ao outro. Os custos da entrada para esta localidade trágica é 3 dólares.

As festas em Guam têm várias origens: há muitas «fiestas», herança dos descobridores espanhóis; há a «Liberation Day», em Julho, que celebra o dia em que a ilha foi libertada dos japoneses pelo exército norte-americano; e há também as danças dos Chamorro, a população originária da ilha. Na cidadezinha de Chamorro, vizinha ao Paseo de Susana, há um mercado que oferece ao visitante uma oportunidade de conhecer a vida, a cultura e a cozinha da ilha: ali pode-se provar frutos do mar, frango assado, bananas e outras delícias locais enquanto se admira a destreza dos artesãos locais que fabricam seus próprios objectos diante do comprador.

As estações balnearias oferecem praias oníricas emolduradas por palmeiras, areia branca e água cristalina. Há poucos metros da areia branca, o mar torna-se de repente profundo e escuro. Caso esteja em uma praia da costa oriental, então está na Fossa das

Religião:
85% da população é católica. Há também uma minoria protestante.

Cidades principais
:
Agana, Agt, Yigo, Dededo, Tamuning, Apra Hights, Santa Rita, Talofofo, Merizo.