Gabão (GA)


  • Land Gabão
  • Continente: África
  • Área: 267,667 km²
  • Habitantes: 1,355,246
  • Capital: Libreville
  • Código ISO: GA
  • Idioma oficial: francês
  • Prefixo: +241
  • Moeda: franco
  • Matrícula automóvel: G
  • Outras denominações: République Gabonaise
  • Rotas de Gabão: 393
  • Rotas para Gabão: 359
  • Aeroportos mais procurados: Libreville (LBV), Mvengue (MVB), Porto Gentil (POG)
  • Cidades grandes: Libreville, Port-Gentil, Franceville, Oyem, Moanda, Mouila, Lambaréné, Tchibanga, Koulamoutou, Makokou, Bitam, Gamba, Mounana, Ntoum, Lastoursville
  • Companhia com sede em Gabão: Afrijet

O Gabão é um país da África-Central, no Oceano Atlântico, que partilha suas fronteiras com a Guiné Equatorial, os Camarões e a República do Congo.

Geografia:
O Gabão estende-se do Atlântico até à Bacia do Congo e 80% de sua superfície compõe-se de uma área de floresta tropical densa por onde correm a maioria dos rios, que são suas vias principais e onde estão a maioria das cidades. A planície costeira relativamente plana eleva-se em etapas a mais de 200 km até ao leste, na fronteira com a República do Congo. Ao sul, eleva-se o Maciço de Chaillu, onde encontram-se as maiores elevações do país.

Montanhas e rios:
A maior elevação do Gabão e também da Barreira Baixa da Guiné é o Monte Milando, com 1.020 metros de altura. O Ogooé é o rio mais longo, com cerca de 1.200 km. Ele nasce no Congo e banha quase a totalidade do Gabão, chegando também à República do Congo, os Camarões e a Guiné Equatorial.

Clima e melhor época para visitar:
No Gabão domina todo o ano um clima equatorial, com temperaturas máximas diurnas de 32° C e alta taxa de humidade. Só na costa é que o clima torna-se mais ameno devido à brisa marítima e por causa da Corrente de Benguela. Ao todo, há no Gabão dois períodos de chuvas: um, de Fevereiro até Maio e outro de Outubro até meados de Dezembro. A melhor época para visitar é durante o período da seca, ou seja, entre Junho e Setembro, quando dominam os ventos alísios e o clima torna-se mais fresco.

Idioma:
O idioma oficial é o francês. Os idiomas bantu também são falados: eshira, batéké, baponu e bandgabi. Inglês não é compreendido, portanto são importantes os conhecimentos de francês para uma viagem.

Saúde e vacinação:
Recomenda-se a vacinação contra hepatite A, tifo, poliomielite, difteria e tétano. Recomendam-se igualmente roupas que cubram todo o corpo e repelentes contra moscas e insetos que transmitem enfermidades viróticas. Devido aos inúmeros rios e do clima tropical quente e húmido, no Gabão, só há altíssima possibilidade de contracção severa de malária http://pt.wikipedia.org/wiki/Paludismo#Progress.C3.A3o_e_sintomas. Por favor, informe-se, atempadamente, junto ao seu médico de família ou junto ao Instituto de saúdes Tropicas sobre possíveis profilaxias. Somente em Libreville estão assegurados bons serviços de assistência médica. É importante possuir um seguro de saúde válido em todo o mundo e que assegure explicitamente a repatriação do Gabão em casos de emergência. Além disto, recomendamos o consumo de água engarrafada; evitar consumir alimentos que se vendem nos postos ambulantes; os frutos devem ser descascados e as verduras e legumes deverão ser cozidos. Visto haver perigo de infecção, deve-se portar também uma pequena caixa de remédios consigo.

Entrada no país:
Os cidadãos portugueses deverão apresentar: passaporte válido no mínimo por seis meses. Actualmente há exigência de visto de turista, cuja estadia não ultrapasse aos 90 dias. As autoridades do Gabão emitem um visto de turismo no aeroporto válido por 72 horas, que deverá ser prorrogado para 90 dias no serviço de estrangeiros. É obrigatória a vacina contra a febre amarela. O original será retido no aeroporto e sua cópia deverá ser entregue na saída. Para os visitantes menores até 16 anos, recomenda-se que portem passaportes individuais com foto. No entanto, se o menor estiver inscrito no passaporte de um dos genitores poderá entrar no país.

Chegada e prosseguimento da viagem:
Actualmente, há voos directos da Europa para Libreville (LBV) somente de Paris (CDG) e Londres (LHR). De Lisboa (LIS) há voos indirectos oferecidos pela Air France (AF) via Paris (CDG) para Libreville (LBV) ou pela Spanair (JK) ou pela Royal Air Maroc (AT) via Madrid (MAD) ou Casablanca (CMN) para Libreville (LBV).No Gabão, a companhia aérea nacional Air Gabon(GN) manteve voos domésticos até 2.006 para Franceville (MVB), Port Gentil (POG), Lambarene (LBQ), Tchibanga (TCH) e Oyem (OYE). Depois da falência, a Royal Air Maroc assumiu toda malha aérea em uma Joint Venture com o governo do Gabão. Até Junho de 2.007, a rede doméstica ainda não foi posta em operação novamente.

Capital:
A capital do Gabão é a cidade portuária de Libreville, que tem cerca de 600.000 habitantes e encontra-se na Costa do Atlântico. Esta bela cidade, na Baía de Corisco, no Golfo da Guiné, é a maior do Gabão e seu centro económico e cultural. Entre suas atracções turísticas estão: o Museu Nacional, os Jardins de Peyrie no Centro da Cidade, a Marina no Porto, a Catedral de São Miguel toda em madeira; e o maior mercado de Libreville - Mont Booeét, ao leste do centro da cidade.

Atrações turísticas e praias:
O Gabão é um dos países mais ricos do Continente Africano, pois exporta madeira nobre. Além disto, o Gabão possui sob o manto denso de sua floresta tropical ainda muitas reservas de ouro e urânio não-descobertas e diante da costa, ainda reservas petrolíferas não-descobertas.

Ainda merecem ser vistos principalmente as cachoeiras de Kinguele no rio Mbei e as de Poubara, no maior rio Ogooué. No Gabão, o turista que procure safaris ou a fauna terá boas oportunidades pois o país possui muitos parques nacionais e reservas naturais. Especialmente, acessível para ornitólogos e interessante é a Reserva de Lopé, onde a população aviária pôde desenvolver-se. No parque nacional de Loango, no sudoeste do Gabão, pode-se observar mamíferos. Nas savanas e florestas, há - por exemplo - elefantes, búfalos, inúmeros tipos de macacos, crocodilhos e papagaios. Outras reservas naturais interessantes para fotógrafos são Wonga-Wongué, Moukalaba, Séte Cama e Iguéla.

As praias que recomendamos é Mayumba, na província de Nyanga. Mayumba é a praia mais importante do Gabão e recebe a maioria de turistas nativos, principalmente durante os períodos de férias, pois ali há bons hoteis de todas as categorias de preço e uma vida nocturna muito forte.

Religião
:
Mais de 60% dos habitantes são cristãos; além disto, há ainda uma minoria de 40 % que pratica religiões da natureza.

Cidades grandes e acomodação:
Livreville, Port-Gentil, Franceville, Oyem e Moanda.