Brasil (BR)


O Brasil possui fronteiras com a maioria dos países sul-americanos, à exceção do Chile e do Equador. É um país formado por 26 estados federados, distribuídos em 5 grandes regiões: sul, sudeste, nordeste, centro-oeste e norte. Em comparação com outros países do globo, é o quinto maior país quanto à sua superfície e possui a quinta população do mundo, com mais de 193 milhões habitantes, no entanto, o país apresenta baixa densidade populacional. É o maior país da América do Sul, cuja superfície cobre cerca de 47% da do continente sul-americano.

Os povos indígenas denominavam «ibira pitanga» ou madeira encarnada à uma leguminosa nativa da Mata Atlântica, cuja madeira contém uma resina vermelha, cor de brasa. Ela foi o produto nos primeiros anos da colonização do Brasil a ser explorado pelos portugueses. À esta madeira deve-se o nome «Ilha do Brasil».

Geografia:
A geografia brasileira é muito diversificada, com regiões semi-áridas, montanhosas, com planícies tropicais, subtropicais, cujos climas variam do sertão nordestino ao chuvoso clima tropical equatorial, ao clima mais ameno da região sul, com clima subtropical e geadas frequentes.

Montanhas e rios:
O país possui terrenos geológicos muito antigos e diversos. No entanto, não há cadeias de montanhas como os Andes, os Alpes ou o Himalaia. Existem no Brasil apenas dois pontos em que o relevo supera aos 2.000 metros de altitude, no Norte. Altitudes médias encontram-se mormente na fronteira entre os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais. No parque nacional do Pico da Neblina estão as maiores montanhas do país: o Pico da Neblina (3.010 m) e o Pico 31 de Março (2.990 m). Dado as rochas mais antigas integrarem áreas de escudo cristalino, representadas pelos crátons - há uma grande estabilidade geológica. São incomuns no Brasil abalos sísmicos ou terramotos. Não há também uma actividade vulcânica expressiva.
No país há 12 macro bacias hidrográficas, a saber: região hidrográfica do Amazonas, região hidrográfica do Amazonas, região hidrográfica do Amazonas, região hidrográfica do Atlântico Nordeste Ocidental, região hidrográfica do Tocantins, região hidrográfica do Paraguai, região hidrográfica do Atlântico Nordeste Oriental, região hidrográfica do Parnaíba, região hidrográfica do São Francisco, região hidrográfica do Atlântico Leste, região hidrográfica do Paraná, região hidrográfica do Atlântico Sudeste; região hidrográfica do Uruguai; e a região hidrográfica do Atlântico Sul. Com isto, o país possui uma das maiores e amplas redes fluviais de todo o mundo e conta com a maior reserva mundial de água doce.
Os principais rios do Brasil são: o Amazonas, Paraná, Tocantins, São Francisco, Parnaíba, Paraguai e Uruguai. O maior rio do mundo, a artéria vital do Norte é o rio Amazonas, com cerca de 6.450 km. É navegável de Manaus até ao Atlântico e importante para o transporte de mercadorias na região.
As regiões do Brasil são marcadas ao Norte pela maior floresta tropical contígua do mundo: a Floresta Amazónica e por colinas e montanhas, ao sul. A maioria da população vive na costa atlântica, onde estão também as maiores cidades do país.

Clima:
O clima predominante no Brasil é quente e chuvoso no verão (novembro/dezembro a abril)e frio e seco, no inverno (maio/setembro). Para saber a respeito do clima da cidade em que estará, visite, por favor o enlace http://www.inmet.gov.br/ .
Dadas suas dimensões, o clima no Brasil é bastante variado: a maior parte do clima é tropical; ao norte, é equatorial; semi-árido, ao nordeste; tropical de altitude, ao sudeste; e subtropical, ao sul. As temperaturas com mais de 20°C propiciam ao visitante a possibilidade de descobrir o país e mais de 8.400 km de costa.

Idioma:
O idioma oficial é o português. Mas também são falados idiomas indígenas, ou seja, cerca de cento e setenta línguas. Em seu todo, cerca de 24, ou 13% têm mais de mil falantes; 108 línguas, ou 60%, têm entre cem e mil falantes; enquanto que 50 línguas, ou 27%, têm menos de 100 falantes e metadestas, ou 13%, tem menos de 50 falantes - tal amostra indica que a grande parte destes idiomas estão em risco de extinção. Além destes idiomas, são falados ainda: árabe, italiano, espanhol, alemão entre outros.

Saúde e vacinação:
A rede de saúde pública não é boa em grandes cidades e centros turísticos. Os preços são elevados nas clínicas e hospitais privados onde exigem garantias de seguro de doença, que oferecem cobertura em efectivo ou cartão de crédito. Em certas zonas rurais há o risco de paludismo e os casos de dengue são elevados no país. Como o Brasil é um país tropical húmido existe a possibilidade de contracção de malária, dengue e febre amarela por mosquitos ou insectos. Recomenda-se a que o viajante consulte seu médico de família para informar-se quanto às profilaxias, nomeadamente no que respeita à malária. É aconselhável a vacinação contra a cólera, a febre tifóide. No caso da malária pode constituir um risco de contracção daquela doença visitas a regiões distantes e isoladas, mormente no interior do país.
É recomendável a vacina febre amarela em caso de deslocação às zonas da selva amazónica. É aconselhável beber água mineral engarrafada e evitar consumir alimentos que se vendem nos postos ambulantes.

Vacina contra Febre Amarela
O enlace a seguir fornece informações a respeito de febre amarela: http://www.e-legis.bvs.br/leisref/public/showAct.php?id=16677&word=
Para os turistas que estiveram em trânsito nos últimos três meses ou que estejam vindo de determinados países - Angola, Benin, Bolívia, Burkina Faso, Camarões, Colômbia, Equador, Gabão, Gâmbia, Gana, Guiné Bissau, Guiana Francesa Libéria, Nigéria, Peru, República Democrática do Congo, Serra Leoa, Sudão, Venezuela e Zaire -, é necessário um certificado internacional contra Febre Amarela.

Para garantir uma viagem tranqüila e sem riscos, recomenda-se a vacinação contra a febre amarela aos viajantes nacionais e estrangeiros que se dirigem aos seguintes destinos:
• Regiões Norte e Centro-Oeste;
• Para todos os municípios do Maranhão e Minas Gerais;
• Municípios localizados ao sul do Piauí;
• Oeste e sul da Bahia;
• Norte do Espírito Santo;
• Noroeste de São Paulo;
• Oeste dos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

O litoral brasileiro está livre da doença:
• Na faixa que vai do Rio Grande do Sul ao Piauí;
• Nas matas existentes na faixa litorânea que vai do norte do Espírito Santo ao Sul da Bahia.

Para maiores informações em Lisboa, visite, por favor, o seguinte enlace: http://www.portaldasaude.pt/portal/conteudos/informacoes+uteis/saude+em+viagem/consulta+de+saude+do+viajante.htm ou http://www.secomunidades.pt/web/guest/listapaises/BR

Entrada no país:
Os cidadãos portugueses que se dirijam como turistas ao Brasil, estão sempre isentos de visto (poderão permanecer por um período inicial de 90 dias, visto renovável junto ao Departamento de Polícia Federal http://dpf.gov.br/ - 30 dias antes de sua expiração - por mais 90 dias, perfazendo um total de 180 dias por ano, após aos quais deve-se deixar o território brasileiro).
Para maiores informações a respeito de recentes determinações legais quanto à vacinas, entrada e segurança, informe-se junto ao consulado ou no seguinte enlace: Setor Consular da Embaixada do Brasil em Lisboa: Praça Luis de Camões - 22 - 1º andar - 1200-243 - Lisboa - Portugal - Tel: (351 21) 321-4100 - FAX: (351 21) 347-3926 - E-Mail: consbras.lisboa@netcabo.pt ou http://www.abe.mre.gov.br/

Chegada e prosseguimento da viagem:
Devido às grandes distâncias, os voos domésticos tornam-se cada vez mais importantes. Além disto, como os custos de voos são muito altos para a maioria dos brasileiros, muitos preferem fazer viagem longas de autocarros. Mas, muitas companhias aéreas estão a estabelecer-se, como as companhias aéreas de baixos preços europeias. O maior aeroporto do país é o Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos (GRU) está em Guarulhos, próximo a São Paulo, com um volume anual de 13 milhões passageiros. Para aliviar o crescente número de passageiros nos aeroportos de S. Paulo - Guarulhos e Congonhas - foi determinada a ampliação do Aeroporto de Campinas/Viracopos - o maior aeroporto da América Latina - com 55 milhões de passageiros.
A TAP Portugal (TP) oferece voos regulares de Portela do Sacavém(LIS), de Funchal(FNC) ou do Porto para São Paulo-Guarulhos (GRU), o Rio de Janeiro (GIG), Salvador (SSA), Recife (REC), Brasília (BSB), Fortaleza (FOR), Natal (NAT); a TAM (JJ), em code share com a TAP Portugal, oferece voos para Lisboa (LIS) e o Porto (OPO) de São Paulo-Guarulhos (GRU) e Rio de Janeiro (GIG).

Capital
:
Brasília, a atual capital do Brasil, foi inaugurada em 21.04.1960 pelo então Presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, cuja política era tornar o interior do país atraente à interiorização do povoamento e ao desenvolvimento e à integração nacional, pois historicamente a população brasileira concentrou-se no litoral e o interior do país ficou pouco povoado. É a terceira capital do Brasil, seguida a Salvador (1549-1806) e ao Rio de Janeiro (1806-1960). O plano urbanístico de Brasília foi concebido por Oscar Niemayer e Lúcio Costa em forma de avião. Foi planejada para ter uma população de 600.000 habitantes no ano 2.000. Contudo, já em 1.996, tinha 1,8 milhão de habitantes. Sua população em 2.008 é de 2,4 milhões.

Brasília foi declarada património cultural da humanidade pela UNESCO. Entre suas atrações estão: o Congresso Nacional, o Palácio da Alvorada (residência oficial do Presidente da República, o Palácio do Planalto (sede do Poder Executivo brasileiro), a Praça dos Três Poderes, a Catedral, o Catetinho, o Panteão da Pátria, o Teatro Nacional Cláudio Santoro, o Santuário Dom Bosco. Para as comemorações dos 50 anos da fundação de Brasília, em 2.010, estão a serem tomadas uma série de acções estratégicas para divulgar a cidade no Brasil e no exterior, tal como a instalação do primeiro voo directo Brasília-Lisboa.

Atrações turísticas e praias
:
Uma atração turística do Brasil encontra-se no Norte, dentro da Região Amazónica e a cerca de 1.000 km de distância do Atlântico - a cidade de Manaus, fundada por portugueses no século XVII. Suas atrações são: a ópera, o cais, a casa da alfândega. Na região Nordeste, encontra-se Salvador, a primeira capital do Brasil. As suas construções do período barroco foram declaradas pela UNESCO como património cultural da humanidade.

No Centro-Oeste, encontra-se a capital, Brasília. Está no Planalto Central, a 1.150 m de altitude e foi inaugurada em 1.960 pelo antigo presidente, Juscelino Kubitschek. Com isto, o Rio de Janeiro deixou de ser a capital do Brasil (1808-1960). É famosa pela estátua do Cristo Redentor, no Corcovado - a atração turística mais conhecida do Brasil. Além disto, a praia de Ipanema, o Pão de Açúcar e o carnaval anual são outras atrações turísticas.

Blumenau, no Estado de Santa Catarina, é o maior enclave germânico no Brasil. Com suas construções em einxamel e a «Oktoberfest» anual, Blumenau atrai muitos turistas. Mais ao norte, no estado do Paraná, na fronteira entre o Brasil, Paraguai e Argentina o turista terá uma surpresa inesquecível no Parque Nacional de Iguaçu - mais de 200 cachoeiras e cascatas.

Aeroportos:
Face à longas distâncias, os voos tem-se tornado cada vez mais importantes no Brasil. Contudo, os preços das passagens aéreas são muito elevados para os brasileiros que viajam em autocarro por este longos percursos. Aos poucos vêm a estabelecer-se companhias aéreas low cost que oferecem voos domésticos a preços aceitáveis. O Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos, na cidade homónima, é o maior do país com cerca de 13 milhões de passageiros anualmente. Para descongestionar os aeroportos da cidade de S. Paulo, o Aeroporto de Viracopos em Campinas, a cerca de 80 km, está a ser ampliado para tornar-se o maior aeroporto da América Latina, com a capacidade de transportar cerca de 55 milhões de passageiros anualmente.

Religião:
85% da população brasileira é católico-romana. No entanto, o país é tolerante face a outras religiões. Há ainda várias igrejas protestantes (12%); templos budistas, mesquitas e sinagogas. À semelhança do que acontece em outros países da América Latina praticam-se no Brasil cultos que são uma fusão de elementos das religiões indígenas, da religião dos descendentes dos escravos africanos e do catolicismo, como a umbanda, candomblé e o espiritismo. animista.

Cidades:
São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Brasília, Fortaleza, Belo Horizonte, Curitiba, Manaus, Recife, Porto Alegre, Belém, Goiânia, Campinas, São Luís, Maceió, Florianópolis, Campo Grande.

Os voos regulares e baratos preferidos de e para Brasil / BR


38 Voos semanais Com Azul Brazilian Airlines, TAP Air Portugal, Beijing Capital Airlines





3 Voos semanais Com TAP Air Portugal, Azul Brazilian Airlines

5 Voos semanais Com TAP Air Portugal, Azul Brazilian Airlines

3 Voos semanais Com Boliviana de Aviacion

27 Voos semanais Com TAP Air Portugal, Azul Brazilian Airlines, LATAM Brasil

11 Voos semanais Com Azul Brazilian Airlines, TAP Air Portugal, Beijing Capital Airlines


27 Voos semanais Com TAP Air Portugal, Azul Brazilian Airlines, LATAM Brasil

42 Voos semanais Com Avianca Brazil, American Airlines, LATAM Brasil

2 Voos semanais Com TAP Air Portugal, Azul Brazilian Airlines


5 Voos semanais Com TAP Air Portugal, Azul Brazilian Airlines

7 Voos semanais Com TAP Air Portugal, Azul Brazilian Airlines