África do Sul (ZA)


A África do Sul compartilha suas fronteiras com a Namíbia, Botsuana, Zimbábue, Moçambique e Suazilândia; no território sul-africano encontra-se o Lesoto. A superfície do país é de 1.219.912 km2.

Geografia:
O platô central encontra-se a uma altura entre 900 e 2.000 metros. A cordilheira do Drakensberg percorre o país de nordeste até ao enclave de Lesoto, a sudoeste, onde está o Thabana Ntlenyana (3.482 m acima do nível do mar). A montanha mais alta da África do Sul é o Njesuthi, com 3.446 metros.

Ao noroeste de Bloemfontein estende-se o deserto de Kalahari, passando por Botswana até a Namíbia. No Cabo das Agulhas, o ponto extremo mais austral do continente, encontram-se os oceanos Atlântico e Índico, a oeste encontra-se o Cabo da Boa Esperança.

Montanhas e rios:
A maioria dos rios da África do Sul nasce no Drakensberg e fluem para leste, em direcção ao oceano Índico. O maior rio, o Oranje, com 1.860 km, nasce também no Drakensberg e flui para oeste e desemboca no oceano Atlântico. As cascatas de augrabies (Aukoerebis: «Local do Grande Barulho») de Oranje, ao noroeste do districto de Gordonia, foram descobertas por Hendrik Wikar em 1778. Elas tem cerca de 3 km de comprimento e 190 metros de altura, dos quais 146 metros em queda livre. A queda principal tem cerca de 150 metros de largura. Outros rios importantes são o Limpopo, que é fronteiriço ao norte e após percorrer cerca de 1.600 km vai desaguar no oceano Índico; e o Vaal (1.251 km), um afluente do Oranje. O nível destes rios varia muito fortemente. À África do Sul ainda pertencem as ilhas Príncipe Eduardo, ao sul do oceano Índico.

Chegada e prosseguimento da viagem:
Ambos aeroportos maiores e mais importantes do país encontram-se em Joanesburgo e na Cidade do Cabo. A companhia aérea estatal South African Airways (SAA) oferece conexões internacionais de/para estes aeroportos. Também as grandes companhias aéreas como a Lufthansa (LH), British Airways (BA), Ibéria (IB), Air France (AF) e KLM (KL) voam para Joanesburgo (JNB) ou Cidade do Cabo. Há voos domésticos na África do Sul ou para os países limítrofes oferecidos pela SAA, Comair, Nationwide (CE), Kulula.com (MN), 1Time (1T) ou Air Namibia (SW). Além destes, há aeroportos pequenos como George (GRJ), Durban (DUR), Port Elizabeth (PLZ), East London (ELS), Pretoria, Lanzeria ou Bloemfontein.

Em 1994, a África do Sul desistiu de suas reinvindicações territoriais na Antárctica e na Baía de Walfisch, na Namíbia. O turismo desenvolveu-se em um importante sector da economia da África do Sul.

Atrações turísticas:
Ainda há atracções turísticas que merecem ser visitadas: Suncity, o parque nacional Krüger; os 3.000 km de faixa costeira; a Cidade do Cabo, com a Table Mountain; e Joanesburgo, conhecida por suas minas de ouro.