Timor-Leste (TL)


  • Land Timor-Leste
  • Continente: Ásia
  • Capital: Díli
  • Código ISO: TL
  • Idioma oficial: português, tétum
  • Moeda: dólar americano
  • Matrícula automóvel: TL
  • Rotas de Timor-Leste: 72
  • Rotas para Timor-Leste: 114
  • Aeroportos mais procurados: Dili (DIL)
  • Cidades grandes: Díli

Timor-Leste é um dos países mais novos no mundo. Ele encontra-se no oriente da ilha de Timor e condivide fronteiras terrestres com a Indonésia e marítimas com a Austrália. Foi colónia portuguesa até 1975, quando tornou-se independente. A Indonésia invadiu o país três dias depois. Contudo, as Nações Unidas consideraram-no território português até 1999. Durante o período de ocupação indonésia, Timor-Leste foi considerado a 27a. província da Indonésia, com o nome de “Timor Timur”. Em 30.08.1999, 80% da população optou pela independência.

Geografia:
O país está subdividido em 13 distritos administrativos, com uma cidade capital subdistritos. Os subdistritos possuem, cada uma, uma localidade sede e subdivisões administrativas, os sucos. Seu território é de 18 mil km². É um país montanhoso e tem um clima tropical. Com chuvas dos regimes das monções. O país possui cerca de 800 mil habitantes. A ilha de Ataúro, ao norte de Díli e o ilhéu Jaco, ao leste do país, também fazem parte do território timorense.

Clima e melhor época para visitar:
O clima em Timor-Leste possui características equatoriais, com duas estações anuais marcadas pelas monções. Podem-se considerar três zonas climáticas: mais ao norte é menos chuvosa e a mais acidentada, com uma estação seca que dura cerca de cinco meses. A zona central, montanhosa, regista muita precipitação e um período seco de quatro meses. E a zona menos acidentada ao sul, com planícies de grande extensão, expostas aos ventos australianos. É mais chuvosa que o norte e tem um período de secas de apenas três meses.

Idioma:
O idioma mais falado em Timor-Leste era o indonésio na época da ocupação indonésia, sendo hoje o tétum (mais falado na capital). O tétum e o português são as duas línguas oficiais do país; enquanto o indonésio e o inglês são consideradas línguas de trabalho.

Chegada e prosseguimento da viagem:
Actualmente não há voos directos da Europa para Dili (DIL). De Lisboa (LIS) há voos oferecidos pela TAP Air Portugal (TP) em codeshare com Singapore Airlines e a Silkair via Roma (FCO), Milão (MXP), Frankfurt (FRA), Munique (MUC) e Singapura (SIN).

Entrada no país:
Os titulares de passaporte português válido não necessitam de visto para entrarem em Timor-Leste, desde que a sua permanência em território timorense não exceda o limite máximo de 90 dias. À sua chegada ao aeroporto internacional de Díli, ser-lhes-á concedida uma autorização de permanência por 90 dias.

Para prorrogação da permanência é necessária a renovação da autorização de permanência por mais 90 dias, havendo lugar, neste caso, ao pagamento de uma taxa de 90 USD. Para este efeito, os interessados deverão dirigir-se à Secretaria de Estado da Segurança, Departamento de Migração, em Vila Verde, Díli. Para períodos superiores, devem os interessados procurar obter, junto do mesmo Departamento, autorização de residência.

De acordo com a legislação vigente no país, os estrangeiros residentes em Timor-Leste devem comunicar ao Departamento de Migração, no prazo de 60 dias da data em que ocorra, a alteração do seu estado civil, profissão, domicílio ou nacionalidade.

Para sair de Timor-Leste é cobrada no aeroporto uma taxa de 10 USD.

É aplicável a todos os produtos alimentares, plantas, sementes e animais que entrem em Timor-Leste, um regime de quarentena.

Embaixada de Timor-Leste
Avenida Infante Sante No.17-6º- Esq. 1350-175 Lisboa, Portugal
Tel: + 351 21 393 3730
Fax: + 351 21 393 3739
Email: embaixada.rdtl@mail.telepac.pt

Saúde e vacinação
:
Antes da partida Deve efectuar uma consulta de aconselhamento a viajantes no Instituto de Higiene e Medicina Tropical. Aconselha-se a vacinação contra a Febre Tifóide, Hepatites A e B e, Encefalite Japonesa.

Seguros de Viagem e de Saúde:
A prestação de cuidados de saúde em Timor-Leste é limitada, aconselhando-se vivamente antes da partida a aquisição de um seguro de viagem e de saúde, que preveja evacuação por motivos de emergência médica.

Em Timor-Leste
A Malária, o Dengue e a Encefalite Japonesa são provocadas pela picada de mosquitos. Aconselha-se o uso de repelente nos locais expostos do corpo, dormir com uma rede anti-mosquito à volta da cama e espalhar insecticida no quarto de dormir cerca de duas horas antes de se deitar.

Se tiver febre, não deve tomar medicamentos à base de aspirina em Timor-Leste, a não ser por receita médica, devido à ocorrência de febres hemorrágicas como o Dengue.

Evite a desidratação bebendo muita água e usando protector solar com alto índice de protecção. Nunca beber água (ou lavar a boca) que não seja engarrafada, fervida ou tratada, nem usar gelo que não seja feito com água potável. Pela mesma razão recomenda-se cuidado com os gelados.

Aconselha-se comer alimentos bem cozinhados e fruta só descascada. Atendendo a que a sua dieta alimentar vai mudar significativamente, convirá ir introduzindo os novos alimentos de uma forma gradual.

Não ande descalço nem nade em rios, ribeiras ou lagoas, devido ao risco de transmissão de doenças. Evite o contacto com animais domésticos (cães, gatos, porcos, aves ou outros), que não são habitualmente vacinados e poderão ser transmissores de várias doenças

Capital:
A capital do país, Dili, encontra-se na costa setentrional da ilha de Timor, que é a mais oriental das ilhas Menores de Sonda. É o principal porto e centro comercial e administrativo do país, com cerca de 150 mil habitantes - mais de 20% da população timorense.